terça-feira, 28 de dezembro de 2010

Aflição de final/começo de ano

Em meio a toda essa aflição que finais de ano me causam, escrevo este texto. Na verdade, são mais os começos de ano que me causam essa coisa ruim, mas já estou na época de temer o meu futuro próximo! É de se embrulhar o estômago, é enredo para os meus piores pesadelos. Tudo porque após ter passado um ano nem um pouco de boas lembranças, eu depositei todas as minhas esperanças restantes nesse ano novo que vem por aí. E se o mesmo começar de alguma maneira ruim, algum acontecimento inesperado, aí sim penso que estarei FODIDA. Não há ano para mim que comece ruim e termine bom, assim como não há ano que comece bom e termine ruim. É como uma sina.
Ao longo desse ano, mais frequente ainda no final dele, estive pedindo por emancipação da minha vida. Deus, foi difícil. E ouvir as pessoas dizendo "depois da tempestade vem a bonança" ou "Deus só te dá o peso que você aguenta carregar", NÃO me ajudou nessa árdua luta, nem um pouco. Estive muito perto de apertar o botão "Desistir" e obter minha emancipação por conta própria. Porém, conquistei o dom da paciência e fiquei firme, esperando por mais uma chance. Cheguei viva neste final de ano (até agora!!) rezando para que ele acabe logo e praticamente SUPLICANDO para que 2011 comece bem. Espero que não seja mais uma chance perdida. Afinal, se for, até quando eu vou continuar aguentando 365 dias de PATADA por motivos, na maioria das vezes, sequer revelados a mim, ingratidão alheia, bipolaridade crônica, doença esta que resolve se manifestar nos momentos mais inoportunos, dentre outras circunstâncias, do pior nível possível.
Confesso, Deus, eu sou FRACA, mas isso não te dá o direito de querer me colocar à prova a todo instante esperando que os frutos disso sejam bons. Não acredito que tenho ficado forte com tudo isso, ao contrário. Quando me dei por conta, já estava dando sinais de fraqueza a todo instante: chorar. O Senhor não sabe como é segurar choro na frente dos outros, ou talvez saiba. Enfim, é ruim, é péssimo, nem um pouco louvável.
Enfim, para 2011 tenho modestas expectativas, das mais simples possíveis. Apenas espero que seja um ano um pouco melhor que 2010, quero ser feliz. Quero mais momentos felizes do que em 2010 (foram vários, porém acompanhados de uma pseudo-depressão após eles). Porque sinceramente, Deus, não estou preparada para mais um ano cheio de obstáculos e provas de resistência. Do contrário, se o Senhor insistir em me sacanear desse jeito, pode ir preparando meu lugar por aí (acho que fui suficientemente boazinha para conseguí-lo) porque não irei aguentar, como já mencionei antes, sou uma pessoa fraca.
Termino o post desejando de coração para QUALQUER UM que ler este post, um bom ano novo ;D não desajaria para ninguém o que passei neste ano, mesmo sabendo que há pessoas que passam por coisas bem piores. Feliz 2011 :D

domingo, 26 de dezembro de 2010

Garota do Sorriso de Ouro

Sorria, garota, você não precisa chorar
Lembre-se de tudo que te faz bem
Bote essas lágrimas pra correrem
Não deixe a sua maquiagem estragar

Belos olhos castanhos
Não ficam mais belos quando estão molhados
Estamos exaltando sua beleza
Seu sorriso que por si só festeja

Não lhes dê esse gosto
Erga-se e volte ao seu posto
Queremos te ouvir gargalhar, comemorar

Coloque seu senso de humor para brigar
Assim, faça a tristeza acabar
Não perca seu tempo pensando em coisas ruins
Você será tudo o que sempre quis

Apoie-se no travesseiro mas não para secar seu choro
Antes de dormir lembre-se de seus sonhos
Não desperdice suas viagens fantasiosas
Pensando que poderia estar pior
Use-as para sonhar
Queremos te ver melhorar

Ah, garota do sorriso de ouro
Sua felicidade é um estouro
Não deixe qualquer um estragá-la

domingo, 5 de dezembro de 2010

A conquista da Paz

     Eu sou o mino, a Paz é a mina (literalmente). Paz é a garota dos sonhos de qualquer um, inclusive dos meus. Não sei o que tenho feito ultimamente, mas a cada dia ela parece se afastar mais de mim, parece me temer, e eu não sei como reverter esse processo, não sei como chegar na Paz, como conquistá-la. Antes ela estava bem a minha frente, era facilmente alcançada apenas se eu esticasse um pouco meus braços, e assim eu trazia a Paz pra perto de mim.
     Ah, ter a Paz é sensacional. Quando se tem a Paz, não precisamos de mais nada, somos auto-suficientemente felizes, sem precisar de outras pessoas para nos colocar um sorriso no rosto. Dizem que a auto-estima é o primeiro passa para se conquistar alguém, eu devo estar errando nessa parte também. Eu só sei que quando mais almejo a Paz, mais ela corre de mim. Vejo-a muito distante de mim, tenho até que semicerrar os olhos para conseguir enxergá-la.
     Juro, todas as minhas táticas de conquista têm falhado ultimamente. E olha que eu não preciso aspirar a mais nada, pois se eu tiver a Paz, as outras coisas boas serão consequência. Tenho dedicado todo meu tempo a entender esse processo de conquista da Paz. Uma garota difícil, ela, e põe difícil nisso! Caso alguém souber de uma maneira eficiente de se ter a Paz consigo, por favor me conte. Já não aguento mais ficar nessa busca inútil por algo essencial a minha felicidade.

domingo, 28 de novembro de 2010

A história do menino do canto

          E era todo o dia a mesma coisa. O menino chegava quase que imperceptível aos olhares de seus colegas e sentava-se na última carteira da fileira da janela. Justo aquela carteira que era a mais afastada dos alunos da sala. E ele ficava ali, parecendo nem prestar atenção às conversas de seus colegas e muito menos às explicações dos professores. Estava absorto demais em seus pensamentos para dar importância a algo mais ao seu redor.
                O garotinho às vezes era zombado mas parecia nem ter consciência disso. Vivia em seu universo particular, presente de corpo mas distante de alma. Quiçá algumas vezes voltasse à realidade e vivenciasse um pouco da bagunça daquela sala de aula, da convivência com outras pessoas, mas quase que ao mesmo tempo em que era notada sua real presença, ele voltava novamente ao seu mundo onde tudo que está a sua volta não importa.               
                Por muitas vezes tentaram adivinhar o que se passava na vida desse menino, que vivia tão distante de todos e de tudo, mas todos esses esforços foram em vão. O tempo passou e perceberam o quão inútil era essa tentativa de desvendar aquele garoto, então sua existência foi se tornando praticamente nula entre seus colegas. Nisso restavam apenas algumas brincadeiras que alguns ainda insistiam em fazer esporadicamente, com a esperança de que aquilo trouxesse o garoto à vida. Ele se tornou tão insignificante quanto o desejava.
                Fim.

*é que senti uma enorme necessidade de escrever e não tava afim de discorrer sobre amor nem sobre a minha opinião. aí saiu essa coisa sem pé nem cabeça UHAUAHU 

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Revolta: Quero me expressar

                Sabe, eu estava deitada na minha cama tentando dormir. Mas antes de dormir li algumas coisas, algumas opiniões sobre a legalização (ou não) da maconha e isso me provocou uma revolta enorme, gigantesca. Eu já estava deprimida, e esse assunto polêmico me levou a pensar em outros pontos que também me provocam revolta então não consegui ficar apenas me revirando na cama e vim escrever, vim desabafar. Estou em crise.
                Já esqueci praticamente tudo que havia pensado, pensei tanto que fiquei até com dor de cabeça. Enfim... no final talvez eu fale mais especificamente sobre o que eu penso em relação à legalização da marijuana, mas vou tentar colocar ordem nas ideias que estavam me atormentando mais.
                A maioria das pessoas não entende porque eu sou contra essa polêmica legalização. Sou contra e assumo. Grande parte dos que são a favor, curtem fumar maconha. É ÓBVIO! Ou pelo menos usam outros tipos de drogas, sejam elas legais ou ilegais. Dentre elas cigarro e álcool. Esse é o ponto. Eu já estive dos dois lados e posso afirmar que aprendi algumas coisas. Não vou falar sem ter certeza.
                Vou sair à noite legal, vai ter bebida. Muita gente curte beber algo, fumar um cigarro. Eu não são contra, tanto que conscientemente. O cara sai fudido do trabalho e bebe uma cerveja com os amigos pra desestressar. Legal. O que me aflinge são os que o fazem exageradamente, sem motivo algum e apenas para aparecer. É aquele negócio “é bonito, é legal, ta na moda, beber, fumar”. Porque quem bebe demais e dá bafão na festa é assunto por uma semana. Você fica rindo com seus amiguinhos de tudo que aprontaram e fica conhecida. Necessidade de aparecer nem um pouco, né?
                Você que sai pra beber, fumar maconha, fumar cigarro, narguile, cheirar cocaína escondido, te desprezo. Se é tão necessário assim pra você porque não assume o que faz? Será isso infantilidade demais, medo dos pais descobrirem? Ah é claro, você tem 15 anos e tem milhares de problemas para esquecer. E você que tem, quer apenas a ilusão de felicidade? É mais difícil fingir que esquece do que resolvê-los, não é? Se alguém te julga porque você “é careta”, essa pessoa não merece minha amizade, e muito menos vale mais do que minha família.
                Eu sei como é o sabor da decepção, principalmente com quem a gente ama. Sei porque já me decepcionei demais com alguém que amo (amei). É triste você se preocupar com uma pessoa e essa pessoa simplesmente ignorar o fato. Eu não gostaria de proporcionar o mesmo sentimento aos meus pais, à minha família. Eles são as pessoas que me amam e que é recíproco. Verdadeiramente recíproco, porque se eu digo que te amo e você não é meu parente, eu não te amo. Não tenho motivo algum para querer magoar alguém que eu amo fazendo algo que essa pessoa considera errado. Valores foram passados para mim, e não apenas valores, e sim verdades. Sinceramente, coisas que apenas fazem mal e trazem ilusão de felicidade não me atraem.
                Você que está lendo, deve estar me odiando por isso, e deve estar achando que eu te odeio também. Pois se engana. Eu não amo nem odeio uma pessoa por esse tipo de atitude que ela toma ou não. Cada um tem sua vida, seus motivos, cada um sabe (ou não) o que faz. Se você é fútil e só quer parecer legal perante aos seus “amigos”, problema seu!
                E talvez seja nessa parte que entre a questão da maconha. Está claro que legalizar a maconha seria o mesmo que legalizar bebida alcoólica para menores de 18 anos. Facilitaria muito mais a vida de quem quer seguir esse caminho. Está claro que quem começa a beber uma cerveja, passa para uma vodka, experimenta um cigarro, maconha, e por aí vai. Seja você criança, jovem, adulto, sempre há os cabeças fracas que vão se influenciar mais pelas “más companhias”. Estão pensando apenas que legalizando a maconha, diminui o tráfico, mas ninguém pensa no que isso pode acarretar a quem CONSOME o produto. É difícil de explicar, é tão complexo. É consequência atrás de consequência, mas muita gente (finge) não vê. Pra você, maconheiro, é fácil. Não seria mais tão difícil comprar uma erva, curtir uma brisa...
                De boa, já tem tanta coisa ruim no mundo e ainda querem facilitar o acesso a mais uma dessas coisas? Eu me preocupo com o mundo em que os meus filhos viverão. Talvez eu não esteja aqui para guiá-los, para passar o que aprendi para eles. De onde eu estiver, estarei torcendo para que eles se atentem ao fato de que há quem se preocupe e preze pela vida deles. Quando se está bêbado ou drogado, é muito mais fácil de se ocorrer um acidente, a agressividade aumenta e a violência também, agimos sem pensar. Digo isso porque não penso só em mim. Eu ajo pensando nas conseqüências que meu ato pode acarretar, tenho minhas opiniões baseadas no que aprendi, não apenas por influência do que me dizem ser legal e inofensivo.
                Sei que ninguém vai ler isso, mas eu precisava de verdade expor minha opinião sobre o assunto. Quem já se decepcionou antes deve ter entendido ao menos uma parte. Não sou extremista, não vou sair xingando ninguém que tenha a opinião contrária à minha, mas também exijo respeito da sua parte. O blog é meu e eu tenho todo o direito de escrever o que eu penso aqui. Não te odeio, não ligo pro que você faz ou não da sua vida, só não venha me ofender.

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

FUCK THE SYSTEM

    Eu ainda não entendo como tem gente que gosta desses ataques, dessas guerras civis. Dizem que esse é o jeito DE ACABAR COM A VIOLÊNCIA E COM OS TRAFICANTES. O que???? Dizem isso porque não estão lá no meio do fogo cruzado, não são parentes das ou as próprias vítimas inocentes que morrem no meio desses confrontos. Porque estão no conforto de suas casas bem longe da situação "mostrada" no noticiário, o que por acaso é extremamente superficial em relação ao que está ocorrendo lá. As pessoas não entendem que nenhum mal é cortado cometendo-se mais mal ainda. Problemas assim têm de ser evitados educando as crianças, oferecendo ao menos condições essenciais de vida para que elas não tenham necessidade de roubar, traficar, matar. Sério, essas coisas me revoltam.
    Esse pessoal achando lindo essa guerra, achando que os problemas são resolvidos a cada traficante que é morto na favela. O buraco é mais em baixo, babacas. Então pensem bem antes de dizer que toda essa matança é uma boa solução para o caos. Podem matar 1, 10, mil bandidos e sempre haverá outros para substituí-los! Pensem nas consequências desse tipo de guerra. Reflitam sobre outras formas de se RESOLVER o problema pacificamente. Lembrem-se do quanto de poder alguns têm nas mãos e os usam de formas erradas, do quanto esse sistema fode com muita gente no país. Alguns realmente não têm escolha, e pagam um preço muito alto por isso. A morte é um preço justo a se pagar pela má organização do país?

Texto em favor da paz (:
Inspiração: ataques e guerra civil no Rio de Janeiro
Crítica: aos que apoiam a guerra

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

FÚRIA de final de ano

Era pra ser um final de ano tranquilo. Aulas acabando, hora de aproveitar e descansar, não? NÃO! As pessoas não me têm permitido desfrutar do meu final de ano, das minhas merecidas férias. Você deve estar se perguntando o porquê disso, e é algo tão simples, que chega a ser patético, mas que me desperta uma raiva imensa. Diálogo. Eis o problema. Algo do tipo:

Fulano: E aí, quando entra de férias?
Eu: Amanhã :DDDDDDD
Fulano: MAS JÁÁÁ??? Que folga hein!
Eu:

Folga????? Eu estou enfurnada na escola desde o final de janeiro, não faltei nenhum dia que pensei "poxa que sono, podia continuar dormindo", sou uma boa aluna e não precisarei ficar mais alguns dias curtindo aulas de recuperação, então sou folgada por parar de ir à escola quando acabam as provas????? Já não bastam as mães que enfiam seus filhos pequenos na creche para não precisar cuidá-los, agora por frescura das pessoas eu tenho que ficar até dia 24 de dezembro na escola? MANO, vai se fudeer! Porque não é você que tem que acordar às 6 da madrugada todo santo dia, estudar de finais de semana, fazer trabalhos e tarefas toda semana. Sério cara, to desde julho esperando novamente por um descanso. Eu não aguento mais ver a cara dos professores e nem eles aguentam ver a minha D:

Então meu, se você acha que é muito cedo acabarem as aulas no final de novembro, então você não tem meu respeito. Acabou de despertar em mim uma grande aversão a sua pessoa. Acredite, eu já acho uma puta falta de sacanagem precisar ir à escola mesmo depois de ter passado de nao no terceiro bimestre. Pois se você tiver vontade de me falar que TÁ MUITO CEDO PRA ACABAREM AS AULAS, guarda seu comentário pra você, babaca!

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Você sabe.

Ele: Você sabe, eu nunca quis que fosse assim. Devia imaginar também que eu tinha dúvidas sobre os meus sentimentos.
Ela: Não imaginava.
Ele: Deve estar achando que eu planejei tudo.
Ela: É o que tá parecendo. Por que acabou?
Ele: Ah pare, ambos sabemos que não era pra ser assim. Foi bom, foi legal, eu te curti, você me curtiu, mas agora acabou. Vamos seguir nossos caminhos e seremos felizes. As coisas não são tão trágicas assim, você não está em um filme de drama.
Ela: Eu não te curti.
Ele: Como??
Ela: Eu não te curti.
Ele: Então não entendo essa tempestade que você ta fazendo. Lava sua cara, meu! Não entendo suas lágrimas... no mínimo são tão falsas quanto você. Você deve estar se sentindo enganada, mas se não me curtia não era pra tanto. Por que continuou comigo então? Agora percebo que faço bem em te deixar, no fim que a vítima da história sou eu.
Ela: Por que você é assim?
Ele: Não tenho que te dar satisfações da minha vida, você esteve comigo mesmo não gostando de mim, qual seu problema, garota? Dessa vez sou em quem pergunto. Por que então estava comigo?
Ela: Eu não te curti, eu te amei.

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

palavras

E aqui estou eu novamente
Gastando algumas palavras para me libertar
Refúgio de meus amores, tristezas, meu pesar
Do meu sofrer e meu contente

É que não ter certeza
É pior do que a certeza de que tudo está ruim
Não saber pra que lado correr, pra onde fugir
Essa é a dúvida e toda sua aspereza

Então eu fico sem rumo
Busco nas rimas encontrar alguma solução
Porém no fundo sei que apenas alivio minha aflição
E então eu me acostumo

Queria ao menos me compreender
Ordenar ao meu coração que fosse unilateral
Que não se deixasse levar por cada motivo banal
E então facilitasse o meu sobreviver

Então não precisaria dessas palavras
Porque não haveria versos para serem escritos
Pois eles apenas tratam dos meus conflitos
Não precisaria me preocupar com o que rima com palavras

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Ciclos, Círculos

                Após um longo ciclo, algumas coisas chegam ao fim. Perdoamos erros imperdoáveis, abrimos mão de coisas importantes, rimos até que nossa barriga comece a doer, choramos até desidratar, momentos inesquecíveis, sejam eles bons ou ruins.
                Então algo que você almejou para sua vida inteira, começa a não dar certo. As verdades começam a aparecer no lugar das mentiras, e o seu mundo começa lentamente a desmoronar. Tentamos de novo, e de novo, e de novo. Porém como eu já havia mencionado por aqui, chega uma hora que tentar se torna sinônimo de sofrer, então esse verbo passa a ser completamente inútil.
                Seu coração mais uma vez tenta te enganar. Mas você não o dá ouvidos, já é hora de agir com razão e procurar ser feliz. Parece ser a única forma de reconstruí-lo novamente, depois de tantas feridas. Feridas abertas. Apenas lamento que por enquanto ainda não seja o suficiente para fazê-lo sorrir verdadeiramente. Os nossos ouvidos e olhos continuam abertos e presenciando tudo que acontece.
                Qualquer ato, por menor que seja, ainda nos machuca em dimensões gigantescas. Sem dúvida nenhuma, é um período ruim. Muitas batalhas e poucas recompensas. Estamos ali, lutando para tomar um rumo diferente e ter novas perspectivas de vida, mas o passado ainda nos prende ao sofrer, à decepção. Quando será que estarei completamente liberta e poderei desfrutar daquilo que dizem ser o simples e bom da vida? Rezo para que esse dia chegue logo. E pra que ocorra em mim o mesmo milagre do parto: que dessa dor, de tão grande que é, sobre apenas a palavra, e não a lembrança.
                A vida é assim.

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

Coadjuvante

Agora todos nós vemos
Sua falsidade escorrendo por entre seus dedos
Todo seu medo refletido nos espelhos
Você não poderia esperar
Que algum dia fôssemos te desmascarar
Vemos suas mentiras em qualquer lugar

Não, você não é superior
É só mais uma pessoa insignificante
Porque apesar de se expor
Não passa de uma coadjuvante

Raios de inteligência
Quando quis chamar a atenção de todos ao seu redor
Tentou ter uma boa imagem e só ficou pior
Descontruiu sua personagem
Aceite ao menos uma vez que está errada
Pois a farsa acabou e agora será julgada

Achou que seria a melhor
mas agora só nos desperta dó
Será esperta o bastante para admitir?
Ou como sempre tentará se sobressair?

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

O ATAQUE DAS PEDRAS DE SEGREDOS

ENCHI SUAS NUVENS DE SEGREDOS
VOCÊ PROMETEU GUARDÁ-LOS
O CLIMA ENTRE A GENTE MUDOU
VOCÊ CHOVEU E OS SOLTOU
ACERTOU MEUS INIMIGOS COM PEDRAS RECHEADAS
DE SEGREDOS, SEGREDOS SOBRE MIM
ELES GUARDARAM MEUS SEGREDOS
EU ME GUARDEI AQUI

A NOTÍCIA DA MINHA TEMPESTADE SECRETA
SE ESPALHOU NA CIDADE
VENTOS SOPRARAM-NA PARA TODOS OS LADOS
EM POUCO TEMPO NEM ERA NOVIDADE
QUE MEUS SEGREDOS ESTAVAM GUARDADOS POR AÍ
NAS MÃOS DE QUEM OS USUARIA
PARA ARREMESSÁ-LOS CONTRA MIM

EU AQUI TRANCADA EM CASA
ESPERANDO A TEMPESTADE PASSAR
CADA POÇA SOBRE MIM SECAR
ME PROTEGENDO DOS QUE VIESSEM A ATACAR
PORÉM LOGO CHEGOU O DIA
ONDE CADA UM QUE TINHA
UMA AMOSTRA DOS MEUS SEGREDOS
RESOLVEU BATER À MINHA PORTA

SAÍ E OBSERVEI OS OLHARES DE REVOLTA
E FECHEI MEUS OLHOS
FUI ATINGIDA E MACHUCADA PELOS MEUS PRÓPRIOS SEGREDOS
QUE VOAVAM DAS MÃOS DELES
DIANTE DO ATAQUE QUE PROVOQUEI
PODIA TUDO MENOS FUGIR
SEGREDOS QUE EU MESMA CRIEI
AGORA SE VOLTAVAM CONTRA MIM

*moral da história: nunca confie em ninguém, pois quem no fim quem vai acabar machucado será você.

terça-feira, 9 de novembro de 2010

memórias

Que maravilha seria se eu pudesse pegar todas as memórias ruins que não desejasse mais em minha vida, abraçá-las, e jogá-las em algum lugar distante para serem esquecidas. Lamento por memórias não serem objetos dos quais podemos nos desfazer. Lamento não serem pessoas para pegá-las pelo pescoço e sufocá-las até desfalecerem e não existirem mais, não terem forças para gritar sobre o que já passou.
Memórias boas ou ruins são como soldados atrás de nós. Porém general algum dará uma ordem para que esses soldados vão embora. E eles vêm marchando, seguindo cada passo nosso. Basta apenas olharmos para trás que todas as lembranças pelas quais já vivemos estarão ali, pronta para nos fazerem sentir tudo de novo, seja essa lembrança boa ou ruim. Talvez algumas ruins vão perdendo sua força com o tempo, e vão ficando para trás, sendo mais difícil que nosso olhar chegue até elas, mas elas estão ali.
O que passou, passou, ficou para trás. Mas nos seguirá eternamente. Cabe a nós o quanto de vezes nos importaremos com o que está nas nossas costas, e assim determinaremos o quanto sofreremos ou não.

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Somos Humanos

Nós sentimos, amamos, odiamos, nos frustramos. Amamos outra vez. Amamos por várias e efêmeras vezes. Aprendemos a sonhar, aprendemos que o impossível só é possível para os que não apenas sonham, mas agem. Erramos. Acertamos. Erramos infinitas vezes. Erramos duas vezes o mesmo erro. Acertamos. Confiamos em alguém, nos decepcionamos.Voltamos a confiar.

Nós quebramos a cara, sofremos, e nos revoltamos. Revoltamo-nos por uma noite, dizemos e fazemos coisas erradas. Ou pelo menos planejamos fazê-las. Depois nos arrependemos e voltamos a ser como éramos antes.

Choramos, sorrimos. Alguns mais choram do que sorriem. Outros choram e sorriem ao mesmo tempo. Estamos sempre enfrentando problemas, e apenas os mais fortes conseguem ultrapassá-los. Há quem caia. Caimos e nos levantamos.

E seguimos em frente. Amando ou não, acertando ou não. Seguimos em frente. Alguns param e apertam o botão “desistir”. Outros vão até o final e conseguem sua recompensa. Mas tudo isso acontece por um só motivo, porque somos humanos.

Então se você alguns dia se decepcionar, errar, cair, se revoltar, não se sinta diferente de ninguém. Todos nós já passamos ou pelo menos passaremos por momentos assim… somos apenas seres humanos aprendendo a encarar as armadilhas da vida. Apenas. Tudo isso!

sábado, 6 de novembro de 2010

Música Sem Título - 4

como eu queria decifrar seu olhar
quando observa pela janela a chuva cair
queria saber o que está a pensar
se tem em mente algum outro caminho a seguir

e eu aqui, tão perto mas tão distante
nesse humor inconstante

premeditando todos meus movimentos
senão já teria ido ao seu encontro
correria pra te abraçar
quando sentisse medo

sem deixar meu orgulho controlar
o que faço ou o que escondo


se bem que eu não precisava saber o que pensas
poderia apenas ser normal como qualquer outra
entre essa e todas as outras desavenças
percebo que qualquer qualidade minha é pouca

sexta-feira, 5 de novembro de 2010

tudo como antes

As coisas estão parecendo voltar ao normal. Depois de passar por todo tipo de desastre natural (ou não) e enfrentar guerras, a cidade está voltando a se reeguer. Um sol de raios esperançosos está cada vez mais tomando o lugar das nuvens pesadas que insistiam em pairar por aqui.

Muito foi levado, território devastado. Só sobreviveram as construções que tinham um bom alicerce. A população local ainda está se recuperando do choque, mas o pior já passou. Bom saber que mesmo aparentemente toda destruída, ainda existiam pessoas que ainda viam algo vivo nela, e perderam seu tempo escavando, procurando por qualquer sinal de vida ali.

Agora a cidade tem o apoio de potências indispensáveis. A cidade vai se reerguer diante dos olhos de todos que ousaram dizer que não adiantava procurar, que não havia chances de ter sinal de vida lá. Pois que quebrem a cara. Essa cidade sou eu.

E foi assim que matamos o amor

De esforços vãos já estamos cheios
Esperanças se vão, persistem os erros
Até onde deixamos as diferenças sobressaírem
aos sentimentos, não era intenção que sumissem
Hoje estamos cegos de raiva
Saturados por causa dessa farsa

Quando fingimos não ver
Guardamos a sete chaves o que de nobre
ainda sentíamos
Como se fosse resolver...
E juntos caímos
no abismo de indiferença que nós mesmos criamos

O orgulho preso na nossa garganta
Guardou as palavras que nos salvariam
Enquanto bombas de ódio explodiam
Essa guerra onde ambos perdiam
Como se lutássemos contra o amor
o matamos em meio a tanta dor

domingo, 31 de outubro de 2010

sofrendo

esperança, amor, mudança.
mentiras, mentiras, mentiras. amor? não, o amor nunca existiu aqui. Eu quero meu coração de volta, quero minha felicidade de volta, quero meus amigos de volta, quero voltar a ser eu. você mentiu, mentiu, mentiu, levou tudo de bom de mim que eu tinha embora. agora o que me resta? ficar aqui, com falta de ar, chorando, querendo gritar, de tanta dor que to sentindo. quem ama não mente, quem ama não estraga a vida da outra pessoa.
e o que dirão agora? "eu avisei". por muito tempo deu certo, por muito tempo achei que era real, fui feliz. foram mais de 7 meses desperdiçados da minha vida, em que perdi a maioria das coisas que me faziam bem e ganhei mágoa, tristeza (mais ainda). devo ter chorado lágrimas o suficiente para enxer uma piscina olímpica. na minha cabeça que valeria a pena, que tudo voltaria ao normal.
é, eu preciso desabafar. e vou desabafar por aqui, porque ao contrário de muita gente eu não tenho um ombro amigo pra chorar, e dizer o quanto estou me sentindo mal. ele tirou isso de mim também.
por um tempo meu maior sonho foi casar, ter dois filhos, um amor eterno, um amor além da vida. mas era tudo mentira. e eu acreditei, eu juro que acreditei. juro que pensei ser diferente, juro que pensei qe aquilo tudo daria certo. juro que fui inocente a ponto de acreditar que não existia alguém no mundo que me faria tão mal quanto eu vejo os vilões nos filmes. pois existia, e eu queria saber o que eu fiz pra merecer isso. o amor que eu achei que existia, era tudo encenação. eu pensei ser especial, pensei ser difente. muita gente ta rindo de mim porque eu acreditei ter sido amada de verdade. estão rindo por quão tonta estou sendo agora escrevendo isso, estão rindo da minha revolta dizendo que vou virar puta. mas é porque ninguém está sentindo o que eu estou sentindo. muita gente sofre mais que isso, e eu admiro que tenham sobrevivido.
eu vou sobreviver, é claro. não vou me matar porque eu tenho uma mãe que me ama, eu tenho uma família que me ama. não decepcionaria tanta gente, não gosto de decepcionar as pessoas. não vou proporcionar a ninguém o que uma pessoa está me proporcionando agora.
se não houvessem mentiras, seria de verdade. óbvio. mas daria certo, eu seria feliz.
talvez meu coração tenha tentado me avisar, pessoas tenham tentado me avisar.
talvez ninguém esteja entendendo, talvez estão pensando "nossa que exagero", mas são só talvez.
eu quero ser feliz. sozinha. não vou entregar meu coração pra ninguém porque meu coração foi dado a um cara aê. um idiota, que não soube cuidar dele. sabe, agora eu não tenho mais um coração. todos os outros textos em que disse que se não desse certo,eu perderia as esperanças no amor, eram verdade.
antes disso eu nao acreditava no amor, passei a acreditar. depois dessa facada, não acho que eu vá conseguir acreditar em alguém de novo em relação a sentimentos.
todos os textos em que descrevia a sensação de "amar" eram verdade. nunca menti sobre o que eu sentia. nunca. eu não menti. não estou mentindo, estou chorando, apenas isso.
mas tudo vai ficar bem, um dia, tudo tem que ficar bem. é só isso.

domingo, 10 de outubro de 2010

fraca

 Sem palavras difíceis, sem palavras pensadas, apenas a verdade.


                 Sabe quando você vai pra uma batalha, daquelas de vida ou morte, super importantes... aí você se fere. Um machucado grave. Não chega a morrer, mas é algo que deixa sequelas. A partir daí se você é uma pessoa forte, se recupera desse susto e vai pra batalha com mais vontade ainda de vencer, mas se você é uma pessoa fraca...
                Você não só desiste da luta como também constrói uma armadura na sua frente e passa a andar com ela por todos os lados. Protegendo-se contra qualquer coisa que possa te acertar e te fazer sofrer de novo. Não suportaria a ideia de mais um machucado profundo, já conhecia essa sensação de cor, e queria evitá-la a qualquer custo.
                Acontece que esse seu medo é tão forte que você se agarra à sua armadura de forma com que as pessoas de fora só consigam vê-la, impedidas de enxergar o mais importante, que é o ser que carrega essa proteção, o seu “eu”, sua verdadeira essência. Nenhuma certeza de que está em território amigo se sobressai a esse seu temor. E assim você se fecha nessa barreira, fazendo com que alguns desconheçam o que você é de verdade, e outros esqueçam o que você já foi.
                Eu sou tão fraca. Eu só queria me sentir novamente protegida sem precisar me esconder atrás dessa barreira. Sei que a guerra já acabou, mas a sensação de perder ainda ecoa em mim e faz-me segurar mais forte ainda essa armadura. Eu que deixei de viver para me proteger do sofrimento ando sofrendo.

sábado, 2 de outubro de 2010

outro post sobre chorar 'o'

Post nostalgia, dedicado aos bons e velhos tempos de quando eu postava no meu blog rock na veia:
Há tempos que eu precisava comentar sobre o quanto me identifico com uma música do CD “Chiaroscuro” da Pitty (esse que muitos pseudo-fãs julgaram por explorar o experimentalismo e não se parecer com trabalhos anteriores, aquele rock visceral que muitos haviam se acostumado). É a faixa 04 – Água Contida. Aliás aposto meu dedinho que muitas pessoas dramáticas assim como eu, ao ouvirem a música terão identificação imediata. Isso devido à narração de um fato comum às pessoas que é chorar, mas que se tornou uma bela (e que bela!) música com letra e arranjos bem montados.

APERTE O PLAY E CONTINUE LENDO

A música tem a participação especial de Hique Gomez, do grupo Tangos e Tragédias, tocando violino, que é facilmente percebido logo no início da música. Nada melhor do que a própria Pitty para discorrer sobre sua própria obra-de-arte. Segue um trecho retirado de uma entrevista do site Rock em Geral:

REG: De onde saiu essa “Água Contida”?

Pitty: Da minha perplexidade comigo mesma por ser tão manteiga derretida, e de me achar muitas vezes patética por isso. A letra descreve a cena. Numa dessas vezes me olhei no espelho e essa cara estava lá: o olho vermelho e inchado, o rímel borrado, o nariz escorrendo. “Que saco”, pensei, “por que eu fico assim, me doendo com as coisas desse jeito?” Resolvi tirar sarro disso ao mesmo tempo em que assumia minha porção “drama queen”. E entendi que acontece por juntar coisas demais, conter essa água demais, e quando ela transborda é uma enchente. (...) “Você pode não entender se às vezes fico pelos cantos…” Esse “você” é na verdade essa parte de mim que me cobra, é a minha professora cruel de dedo em riste, é a ditadora, a disciplinadora. E o eu lírico nesse caso explica para ela que essa é a forma que encontrei de expurgar certas coisas e que tudo bem ser assim se me faz bem no final. O instrumental veio de uma ária de “Carmen de Bizet”, a Habanera. Adoro aquele começo e queria compor um riff que remetesse a ele. E ele me lembrou tango, que é algo dramático e que casava com o contexto da letra. Imediatamente pensei num violino e numa levada de bateria que levasse a isso. Fui encaixando as peças dessa forma, e deixei o refrão mais rock, com frases longas e gritadas, porque é a hora em que a tal água contida deságua, é a hora do desabafo.

Bom, espero que vocês tenham apreciado a música, deixem sua opinião e não deixem de ouvir o CD todo!

sexta-feira, 1 de outubro de 2010

Foi quando o dia virou noite

                Era pra ser apenas um dia normal, como todos os outros têm sido.
                Saí de casa na correria e com a música alta nos fones de ouvido nem tive chance de ouvir os trovões. Quando percebi já tinha saído a caminho da escola, e pensei ser desnecessário voltar atrás.
                - De que me importa tomar um pouco de chuva?
                Apertei o passo e segui em frente, apenas imaginando para onde correria caso a tempestade caísse antes que eu chegasse seca e a salvo na escola. Eu não sabia exatamente porque, mas um medo começou a tomar conta de mim. Um mistério pairava no ar ao mesmo tempo em que as nuvens túrgidas e sombrias tomavam conta do pouco azul claro que restava ao céu. Lembrei-me de ter previsto esse enorme temporal se formando, mas já era tarde demais.
                Inexplicavelmente não havia carros nas ruas, e meu temor se tornava cada vez maior à medida que eu avançava em passos largos, procurando por alguma alma viva que pudesse me explicar o que estava acontecendo. Afinal, não via há muito tempo chuvas em que o tempo fechasse tão velozmente assim. Algum fenômeno metereológico, o que era aquilo? Senti um ímpeto de correr, mas me mantive firme e sob o máximo controle que ainda me restava. Aquela visão era como nos filmes que retratavam o apocalipse.
                Mais alguns trovões e relâmpagos. Foi quando comecei a sentir as primeiras gotas de muitas que ainda estavam por vir. A essa altura eu já não me importava mais em me molhar, só desejava entender o que acontecia. As luzes da cidade estavam todas acesas devido à imensa escuridão que assombrava a atmosfera, que mais parecia cenário de fim de mundo que de uma manhã de sexta-feira.
                Meu coração batia acelerado... eu andava demasiadamente rápido. Mais um quarteirão e eu vi tudo aquilo acabar. Finalmente! Dei graças a Deus que cheguei na escola a tempo de não enfrentar uma chuva mais forte. Todos chegavam de carro e eu ali com cara de quem parecia que tinha acabado de ver um ET ou algo do tipo. E não era pra menos todo meu pavor... poxa, eu ia estragar minha chapinha D:

quinta-feira, 30 de setembro de 2010

Universo Paralelo

Meu mundo gira
Você só pira, estagnado no mesmo lugar
Não sei você, mas eu quero mudar,
quero ser livre
Estar onde nunca estive
Não me conformo, como não querer se libertar?
É seu destino?
Fica feliz em ficar parado...
Isso é falta de vontade
Escondido pra sempre nos cantos dessa cidade.
Por culpa dos seus medos
não supera seus limites
Deixa escapar a sorte de seus dedos
que eu vou criar meu contexto,
meu próprio final
Só não quero ser igual...
Meus devaneios não me impedem
de superar os problemas
Meus sonhos e esperanças me erguem
a ponto de alcançar as estrelas
Quero mais do que já tenho, eu quero...
E eu vou até o céu
Vou criar meu universo paralelo

quarta-feira, 29 de setembro de 2010

VERSOS FALSOS

Decorando a canção dos seus lábios
Preenchendo cada espaço
Do seu coração
Te traduzindo nessa canção

Voltando no tempo em versos pobres
Diante das batidas fortes
Do meu coração
Tão apaixonadas essas palavras são

Cada momento que tentei descrever
O quão falsas essas rimas hão de ser
Se não viveram o que eu vivi
Só lhes resta fingir
Fingir seu abraço, seu beijo
Imaginando o desfexo desse texto...

Nunca se saberá realmente o que há em minha alma
Não se conhecerá verdadeiramente o sentimento que me acalma
Nos alimentaremos apenas da lembrança
Que sutilmente me alcança


*inspirado no poema "O Poeta é Um Fingidor" de Fernando Pessoa

terça-feira, 28 de setembro de 2010

Eu vi RESTART tocar METALLICA. Apocalipse?

Eu vi Restart tocar Metallica. Mentira, isso é impossível...bem que eu queria. É verdade, eu vi sim. Quando eu achei que já havia visto de tudo...
Sento tranquilamente na frente da TV e ligo-a enquando faço meu lanchinho da tarde. O que me importa é comer, televisão é plano de fundo dessa minha rotina, então qualquer canal que estiver para mim está ótimo! MTV: Restart. Engraçadinho. Não, não me engasguei com a comida. Eu ri, apenas isso. Eis que quando de repente...
- Ual, é Enter Sandman... ah vá! Não pode ser, devo estar confundindo a música, é Restart que ta tocando...
Não, eu não confundi. Realmente eram os paz-e-amor-coloridos-Restart tocando uma música do sexo-drogas-rock-de-verdade-Metallica-fade-to-black. Ai meu Deus. Existe hipocrisia maior? Ou eu estava apenas presenciando um pouco do Apocalipse? Ai meu Deus [2] Pooooor queeeee????? Que petulância. Nada contra inovar, mostrar que não há preconceitos, mas assim é demais. Pergunta se o Metallica toca Restart ahauahah...
Enfim. Olhe a que ponto chegamos. Carinhas bonitinhos e coloridinhos-teletubbie tocando um cover do Metallica. Porra, é Metallica, todo esse heavy metal, essa agressividade. Há bate cabeça (roda punk) nos shows do Metallica, o máximo que vemos nos shows do Restart é pirulito que bate-bate. AH meu, será que só eu que vi isso? (tomara). Imagino o tamanho da revolta que isso provocou nos fãs do Metallica. Até eu que assumo ser praticamente uma pseudo-fã (tenho todas as músicas, mas só sei algumas), fiquei revoltada. Poxa, não pode.
Isso me levou a pensar... hoje tudo está acontecendo “do jeito errado”. Não exatamente isso, mas do jeito “inesperado”. Ta virando uma bagunça. Palhaços se candidatando para políticos (quase a mesma coisa, mas não vem ao caso), meninas traindo meninas com meninos –q. Filhos matando mandando nos pais (não que isso seja ruim, mas...), pedófilos não serão presos por terem APENAS problemas mentais, mas pais sim por darem “palmadinhas psicológicas” em seus filhos. Pessoas dando mais valor à aparência do que ao conteúdo.
Eu ia falar mais, mas já é o suficiente, parte 2:
Será que o futuro, o apocalipse vai ser SEXO, DROGAS e ROCK’n ROLL? Se até bandas felizes e de boa conduta estão se rendendo às bandas “do mal”. Se todos lutam mais pela legalização das drogas do que pela punição devida à corrupção. Se há a vulgarização do sexo hoje em dia. Mulheres com pseudônimos de frutas e carnes, carimbadas na testa “ME COMA”. Eu realmente não ligo pra parte do rock’n roll absoluto, contanto que seja rock de verdade.
Enfim... tirem suas próprias conclusões, eu só queria desabafar. Foi realmente um choque ver os Restarts tocando METALLICA.
SEGUE O LINK: VIDEO! (CUIDADO, pode causar danos irreversíveis no seu sistema nervoso!!)

domingo, 26 de setembro de 2010

...não era pra ser assim

Era uma vez uma garota que tinha sonhos, e vivia no mundo da lua por causa disso. Talvez não conseguisse se apegar muito às pessoas ao seu redor pois logo que se aproximava, voltava correndo pro seu próprio paraíso particular, seu próprio mundo. Ah, aquilo era tudo que ela tinha... e vivia feliz. Às vezes conseguindo realizar parte dos sonhos, ficando feliz com coisas pequenas, ela sabia o que era felicidade. As coisas pareciam dar certo...
De repente seu mundo começou a cair. E pra quem ela correria agora? Não havia mais sonhos para se prender. O que conseguiu colher das fantasias que plantou foram apenas frustrações. Dias de tristezas para alguns minutos de felicidade. Essa proporção era injusta.
Ela mal conseguia pensar no que acontecia... tudo estava tão confuso, as coisas não eram como planejadas. Mas naquele mundo era tudo tão perfeito, pelo menos era pra ser perfeito, era pra acontecer... porém nada é como a gente quer, não é mesmo? Simplesmente ela agora se sentia alheia a sua própria vida, desconhecia a realidade que estava vivendo. Onde foi parar a esperança, a força?
Seu mundo ficou de ponta cabeça, ela perdeu tudo. Perdeu as lágrimas de tanto chorar, perdeu a esperança de tanto se decepcionar, perdeu a pouca confiança que tinha nas pessoas, perdeu a vontade de viver. Perdeu aquilo que por muito tempo não deu valor, sua felicidade.

E AGORA, QUEM PODERÁ ME AJUDAR?







...não era pra ser assim
eu não sei lidar com tudo isso 

quinta-feira, 23 de setembro de 2010

tempos de crise

Houve dias em que eu não sabia o que era chorar. Ou se chorava, era por extrema frescura.
Houve dias em que eu simplesmente me acostumei com certo tipo de sentimento. Às vezes as coisas pioravam, mas nunca quis que ninguém presenciasse minhas lágrimas.
Houve dias em que chorar era uma honra concedida apenas ao meu travesseiro. Às vezes uma dor física era melhor do que a dor de chorar.
Houve dias em que chorar se tornou rotina.
Houve noites em que chorar era pré-requisito pro meu alívio, e madrugadas em que eram consequência de felicidade.
Houve dias em que eu simplesmente chorava sem saber o porquê. E chorava demais. E chorava na frente de alguém. E chorava a ponto de meus olhos ficarem inxados no dia seguinte. E chorava por qualquer, mas qualquer coisa.
Houve dias em que eu já não conseguia mais chorar, chorar era sinônimo de fraqueza, de problemas. E não, não tinha motivo pra haver problema algum.
Houve dias em que pareceu inevitável. Algo dentro de mim queria sair, e saía em forma de lágrimas. Mas ainda não parecia resolver nada.
Agora chorar é apenas chorar... talvez uma mistura do que tem sido durante todo esse tempo. É fuga dos meus próprios medos.

domingo, 19 de setembro de 2010

mais um sobre amor, sobre chorar

E é quando eu começo a sentir o fim. Eu já sabia que o que ia acontecer desde que começou, mas insisti nisso. Eu vejo ele indo embora, acabou... no momento meu peito começa a estufar e contrair involuntariamente. São meus pulmões procurando pelo ar que me falta. Tudo faz sentido agora... toda lágrima que cai tem um significado. E elas caem sem parar, como se estivessem se libertando.
Mas está doendo, e eu sei que irá doer mais. Simplesmente estou perdendo o controle, estou vendo aquele amor despedaçar perante meus olhos molhados e aflitos, literalmente. Pauso o filme pra postar no twitter minha reação sobre a cena que acabei de ver.
É, a gente sempre sabe que o mocinho (ou a mocinha) vai morrer no final desses filmes de amor trágico.Sinto essas coisas na pele... em poucos segundos todos que lêem minhas inutilidades postadas diariamente já estão sabendo da minha catástrofe pessoal criada e do filmem função do filme, tamanha a minha absorção do sentimento dos personagens. Se eles sofrem, eu sofro. Se eles estão felizes, eu sofro também, pois sei que daqui a alguns segundos toda essa alegria vai acabar.
Estou chorando como a moça deitade sobre o corpo coberto de sangue do amor da sua vida. Seu coração já não bate mais. Meu coração bate tão forte com essas grandes emoções. Tão sensível, sensível até a ficções. Tolice, porém incontrolável.

Vou buscar mais papel higiênico para continuar assistindo ao filme. É ingrediente indispensável para um boa sessão de lágrimas, amor e nostalgia. E você sempre acha que tirou uma lição do que acabou de assistir. Todo filme de amor tem semelhanças com a nossa história de amor, não é? É por me imaginar no lugar dos personagens que sofro tanto assim. "E se fosse eu? E se fosse alguém que eu amo?". É bem assim meu ciclo de histórias de amor que não dão certo no final. Porque as que dão certo não tem graça.

sábado, 4 de setembro de 2010

this is how dreams are made of

em cada canto do meu coração
há sonhos pendurados a fios de esperança
rajadas de ventos os derruba, os alcança

e eles vão...

caindo em rios de desapontamento
vão perecendo e torcendo
para que sejam salvos a tempo

antes de se afogarem
nas ondas de decepção
maré cheia do meu coração

há um sentimento vivo e são
alheio das confusões que infesteiam
bêbado das alegrias que festejam

sobrevivente do meu medo
alimentado do real, do sonho, do desejo
sonhos que sonham com a realidade

vulgo amor na minha intimidade
que se gaba de suas posses
sonhos de amor, firmes e fortes

sexta-feira, 3 de setembro de 2010

uma vez mais

é tão mais fácil o silêncio
difícil entender o que penso
saber de tudo é sem sentido
quando se mais se sabe, mais se torna perdido

deixe-me apenas me calar
desabafos só me fazem chorar
a esperança que volte ao normal
só o tempo vai dizer se fiz bem ou mal

não podemos voltar atrás
machucou uma vez, outra mais

não quero arriscar,
não quero tornar
essa confusão pior
pois essa dor já sei decor


baseado no texto anterior (:

catástrofe

Mais um mês, de muitos. Mais uma briga, mais lágrimas. O que fazem os casais perfeitos numa noite de sexta-feira?
Casais perfeitos nunca brigam... saberiam eles resolver uma briga que ocasionalmente ocorresse? Que graça tem?
Qual é a vantagem de esconder seus sentimentos? Qual a vantagem de escancará-los para uma pessoa só? Guarde-os para si. Compartilhe apenas seus bons sentimentos. Quero te ver sorrir. Queria poder apenas conseguir fingir...
Mais palavras... mais um texto, talvez? Desconexo, ideias soltas. Pelo menos sempre sei o que se passa no meu coração. Tristezas profundas, alegrias exorbitantes. Pequenas ações, grandes catástrofes. 
Faria-te feliz um coração bipolar?  Não precisa entender se não quero falar. Casais imperfeitos, vivemos casais imperfeitos, presenciamos casais perfeitos.

É mais difícil  ser original. Porém nunca quis ser diferente dos outros, das outras. E se eu só quiser me acovardar em minha suposta fraqueza? E se eu preferir desabafar com meu travesseiro? Ele nunca me prometeu nada, é assim que eu gosto.
Sempre me perguntando quem sou (!) Novidade (?) 
Apenas deixe o tempo... vamos vivendo... vamos tentando...

domingo, 8 de agosto de 2010

Há tempos não tenho um coração

Pois eu dei meu coração para outra pessoa cuidar. Aqui só rezo pra que ela cuide bem dele. Sei que se maltrato o dono do meu coração, consequentemente não devo pedir que ele trate bem o meu coração também. Entendo, mas é difícil aceitar. Estive tentando aprimorar meus cuidados.
Meu coração é exigente. Gosta de repousar junto ao seu coração. Sei que às vezes você o esquece em algum canto, mas deve ouví-lo gritando para estar contigo de novo. Por favor não tampe os ouvidos aos berros do meu coração. Ele é preguiçoso, e guloso. Precisa ser alimentado com muita atenção. Carente ao extremo, espero que você esteja preparado para cuidar dele.
Sei também quantas vezes deixou meu coração de lado, mas eu também venho tentado entender que se desse atenção demasiada tornaria-o mimado. Mas por favor, se meu coração pedir com muita vontade, não deixe de atender aos seus desejos, será vital para sua sobrevivência.
Peço também que se algum dia não quiser mais cuidar do meu coração, que permance contigo, que jogue-o fora. Pois uma vez aos seus cuidados, sei que nenhum outro o trataria tão bem, meu coração não se acostumaria à companhia de outros corações. Sei também que ao devolvê-lo para mim, seria o caminho mais doloroso que meu coração haveria de tomar, e ele não resistiria aos danos. Ao se machucar tanto, meu coração acabaria por morrer dentro de mim, e uma vez dentro de mim e sem vida, eu jamais conseguiria o tirar dali.
Por isso, se cansar das batidas do meu coração com você, me deixe sem coração, e trate de dar um fim nele. Jogue-o no mais frio lugar que achar - e não será dificil pois todos os lugares são frios sem seus cuidados - porque assim será mais rápido de eu me acostumar a viver sem um coração.

sábado, 31 de julho de 2010

minhas lágrimas são uma arma

caem de mim como balas
são bombas marcando minha perna
você diz que minhas lágrimas te machucam
elas são minha arma?
mas não queria que elas saíssem
acredite não era minha intenção
eu impediria se eu pudesse
mas minhas lágrimas seguem meu coração

meu coração está chorando
alguém que mora dentro dele resolveu se rebelar
meu coração está amando
eu queria que esse alguém não fosse mais me machucar

porque é tão difícil segurá-las?
meu dedo no gatilho sem controle
nós dois entramos em uma luta de espadas
eu chorei ontem, chorarei amanhã e choro hoje
ah tem se tornado tão constante
minhas lágrimas de vontade-própria
minha arma, meu instrumento cortante
lágrima que te machuca e me molha

sexta-feira, 30 de julho de 2010

A VERDADE

E se você acordasse um dia...
... e te dissessem que tudo não passou de uma aposta entre amigos? Que todo aquele amor, todas aquelas lágrimas, todas as declarações, eram puro teatro? Que as supostas “provas de amor” eram apenas pra se chegar mais fácil ao objetivo da aposta? Que ele só queria te levar pra cama... Um ator tão perfeito, que jamais geraria desconfianças que realmente importassem.
E que depois que você declarava seu amor, ele se juntava aos amigos pra rirem de tudo que você falava. Todos sabiam dos seus segredos, zombavam de você pelas suas costas sem você nem desconfiar. E você achava que estava vivendo uma grande história de amor real, quando tudo não passava de uma brincadeira de mau gosto semelhante às que você via em filmes.
Ah, aquilo que era tão lindo acabou se transformando em um pesadelo. Tantas vezes você pensou que poderia mesmo ser uma grande mentira, mas aquilo logo se dissipava diante das declarações e atitudes apaixonadas dele. Se você soubesse teria dado mais atenção àquele pensamento que te perturbava sempre, mas que logo se perdia por tão pequeno e surreal que era.
Teria valido a pena 8 meses de felicidade em comparação ao resto da sua vida sendo zombada por ter caído em uma armação tão desleal? E cada lembrança era tão exata, da hora em que se entregou até a em que ficou sabendo de toda a verdade, e na frente de todas. Gargalhadas, olhares de pena, confusão, podia identificar cada tipo de olhar em cada rosto à sua volta. Aquele olhar apaixonado que por tanto tempo havia presenciado tinha se perdido no meio das mentiras, no meio da multidão. Por mais força que fizesse agora só conseguia enxergar “missão cumprida” nos olhos daquele que por muito tempo chamou de amor e achou ser verdadeiramente correspondida.
Na sua mente ainda parecia só um pesadelo que podia acordar a qualquer momento, e rezava pra que isso acontecesse. No seu subconsciente algo dizia “eu já sabia”. Sua boca nada dizia. Nada que uma pessoa sã pudesse entender, mas não precisariam de tamanho conhecimento. Afinal, ela passaria o resto de sua vida trancada em um quarto branco, com a eterna lembrança da última cena de sua “vida normal”, o deboche.

domingo, 25 de julho de 2010

rascunho de dor, rascunho de amor

Ah como fui tola de chorar por cada flechada que passou de raspão no meu coração. Já pensei tanto que não consigo mais pensar se cada lágrima daquela que molhou meu travesseiro valeu a pena. Tola por não saber o que era dor? Talvez não. Talvez meu corpo e minha consciência ainda não agüentassem tamanhas dimensões de sofrimento, lembrando que tudo tem seu tempo. Talvez meu choro infantil me tenha rendido anticorpos suficientes para que eu pudesse agüentar e lutar contra qualquer coisa que atingisse meu coração. E junto com isso os anticorpos queriam eliminar qualquer corpo estranho que tentasse se instalar dentro dele. Ah, mas eu também fui mais forte que isso e domei meu sistema, uma única vez, para que ele se abrisse e aceitasse o amor.

Com o amor, veio o que sempre pensei que havia sentido, mas que na verdade era algo tão insignificante perto do que eu jamais imaginei que passaria. Tantas lágrimas que por muitas vezes pensei em estar começando a ficar desidratada. Apertos tão fortes, que só conseguia imaginar meu coração sendo estraçalhado e que ele nunca voltaria a ser o mesmo. Emoções tão profundas que eu mal conseguia expressá-las em palavras, mas era a minha única forma de alívio.  Eu comecei a entender o real significado de “dor”.

Oh, confesso agora que estive longe de domar meu sistema. Apenas achei algo que valia mais a pena do que a segurança de não sofrer, e mandei meus anticorpos embora. Por muito tempo achei que ficaria nessa batalha sozinha para lutar contra todas as dores que insistissem em me ferir, e por isso me fechei e deixei que falassem por mim. Eu estaria imune. Mas descobri que uma companheiro fiel me daria suporte para agüentar firme durante qualquer batalha, e me faria vencer a guerra. Ele me deu força de vontade pra superar tudo e me mostrou que não estava sozinha.

O amor chegou em doses demasiadas pra mim, e eu tive que dividi-lo com alguém. O escolhi (ou será que ele me escolheu?).

E quando o amor me tomou por completo? Ah, pobre daquele quem obriguei a compartilhar do meu amor. Passou a sentir minhas lágrimas e minhas dores também. Mataria-me de remorso por tamanha tristeza que ofereci a ele se o mesmo não me desse a certeza de que meus sentimentos bons, ele também conseguia sentir. Quando a felicidade me acompanhava eu podia vê-lo sorrindo por mim, sorrindo comigo. Isso me provou o quanto eu podia fazê-lo se sentir bem, tamanha responsabilidade, hein?

Se antes disso eu pensava que era tola, agora penso que ainda sou uma tola. Uma criança talvez. Será que como naquela época eu mal podia suportar o amor, agora eu mal posso sustentá-lo e dar-lhe o conforto que ele merece? Ah pois o amor, tão complexo para uma menina de 16 anos. Mas tão bom, tão real, tão sincero, tão intenso, tão feliz como jamais imaginei sentir.

Pois eu te peço amor, não vá embora. Deixe-me crescer como deixei esse sentimento crescer em mim, sem pestanejar. Passe o tempo junto comigo, para que eu possa tentar aprender a dar seu devido valor. É um tanto quanto inútil mas tente compreender minha infantilidade.  Talvez com o tempo, eu não compartilhe mais contigo os sentimentos ruins causados por minha falta de experiência, e passe a te oferecer apenas as alegrias. Mas por favor, amor, fique comigo, pois sei que com o tempo vou amadurecer e esse sentimento só tende a crescer mais dentro de mim e me dar forças para lutar contra minhas próprias teimosias.

You're Not Alone

HEY amigão, tem alguém que se importa com você! salvo a raros casos em que NINGUÉM te ama. Alguém sempre te ama, acredite.
Parte 1.
Seja seu melhor amigo(a), sua mãe, seu pai, sua avó, uma pessoa que você nem nota a existência mas que te ama secretamente há séculos, sua professora, seu namorado, sua esposa, seus filhos, sua tia de longe. Tente se encaixar nisso.

Conseguiu?
Prossigamos...
Parte 2.
Você se sente livre pra fazer o que quiser, certo? Sim, somos livres.
E tu pensa naquilo que é o mais certo (e que deveria ser lei única no mundo inteiro): "se te faz feliz e não prejudica mais ninguém, é válido". OK.
Ex: aí a bonitinha ou o bonitinho acha lindo se drogar e começa a usar drogas (: "poxa, mas não estou prejudicando mais ninguém, só a mim mesmo, então é válido". IDIOTA! Não entende que tem alguém que TE AMA e que SE PREOCUPA com você? Sua mãe fica feliz sabendo que você ta se afundando no mundo das drogas, acabando com a sua vida?? Sendo assim já não se encaixa na segunda parte dessa pequena filosofia de vida, o que você ta fazendo prejudica mais alguém. Era aí que eu queria chegar.
Lembrando que esse texto é só para as pessoas que ainda tem algum senso do que é "não olhar só para o próprio nariz e se importar com quem se importa com você".

Parte 3.
É a parte que importa. PENSE ANTES DE AGIR.
O caso das drogas foi um caso extremo do que pra você pode ser cool e revolts mas que pode estar acabando com a vida de outras pessoas também. Coisas simples não necessitam tantos cuidados ao se pensar se deve ou não ser feito. Mas necessita. Eu já pensei em fugir de casa, e ainda naquela época nem tinha essa lei básica pra seguir. Porém já tinha ideia do que faria ou não meus pais felizes. Minha mãe dizia "mamãe bate mas mamãe ama". É, ela não sabia dessa filosofia UAHSAHS mas enfim...
Cara, você realmente se sente bem fazendo coisas que deixam seu pai, sua namorada, seu melhor amigo, preocupados? Coisas que poderiam ter consequências ruins não só pra você mas pras pessoas que te amam (e que possivelmente é recíproco da sua parte?). Eu não me sinto mais.
A vida precisa de adrenalina, é claro, e algumas coisas realmente não são tão perigosas. Não sou a filha perfeita (se bem que nesse texto não estou falando de mim). Eu não arriscaria muito minha vida, por muito pouco. Uma vida inteira de consequências ruins por alguns momentos de ilusão de felicidade. Se eu quero adrenalina vou procurar uma adrenalina segura e procurar um bom profissional que me auxilie a pular de bungee jump.
Tu vai realmente exagerar e beber demais naquela festa só porque seus amiguinhos também estão bebendo e ficando loucos? Não se lembra que tem uma amiga sua em casa pensando no que pode acontecer contigo se tu realmente exagerar na dose e começar a fazer besteiras?
ah, que idiotice ¬¬
Meu, é realmente tão importante assim esse seu "viver intensamente" a ponto de não dar valor em você nem se preocupar com quem se preocupa contigo?
ah seila, é isso. Eu confesso que ainda faço besteiras e que antes não ligava pra isso. Mas quando me sinto mal por coisas que pessoas que eu amo fazem, eu sinto como foi quando fiz pessoas que me amam se preocuparem por minha causa, se machucarem.
Realmente peguei um pouco pesado, mas é o que eu penso.
E se eu não te amo, to poco me fudendo pra o que vc vai fazer da vida depois de ler isso, mas se eu te amo eu só queria que você entendesse o qnt qualquer coisa que te prejudicasse que tu fizesse me prejudicaria também.
FIM.

PS: não fale comigo

título alternativo: os 3 passos do mau humor

Hoje você acordou de mau humor. Não exatamente você pode ter acordado, mas pode ser que alguém tenha te acordado da pior forma possível. Te gritando  e batendo na porta do seu quarto, te dando um susto, ligando no seu celular e fazendo-o vibrar loucamente no seu criado-mudo, nos piores casos jogando água fria em você, te acordando com alguma notícia ruim, o telefone tocando sem parar, a campainha que não para de tocar, os cachorros do seu vizinho, alguma obra perto da sua casa, entre infinitos casos. É difícil você acordar mal por vontade própria.
Talvez você tenha tido uma noite ruim, comeu muito e passou mal a noite inteira. Teve crises de choro pela madrugada, foi dormir tarde e teve que acordar cedo, algum infeliz promovendo uma rave perto da sua casa não te deixou dormir. Foi dormir bravo, teve sonhos ruins... enfim...
Nunca acordei e pensei "hoje eu quero ficar de mau humor (:". A única sensação que temos antes de um dia ruim é que "hoje vai ser um dia ruim¹". Você já pensa em todas as probabilidades que poderão estragar mais ainda seu dia, pensa por que acordou assim, talvez pense em uma esperança de tudo melhorar, mas no fundo, você sempre sabe que VAI ser um dia ruim. Já começa brigando com todos que tentam falar com você. Fica de má vontade pra fazer qualquer coisa. Levanta e já vai xingar muito no twitter como seu dia já começou mal. Tem vontade de cancelar todos seus compromissos e passar o dia inteiro dormindo. Você já avisa a todos que não é um dia bom portanto prefere não falar com ninguém pra não causar futuras brigas devido à sua falta de paciência atual.
E você segue seu dia assim. Levando...
Tudo dá errado, vai aonde tem que ir com a maior falta de vontade. Curte ficar enterrado no sofá assistindo qualquer coisa na TV. Mas aí você xinga porque não tem nada de bom passando. E resolve deitar. SEMPRE vem alguém perguntar se você ta doente ou o que aconteceu pra você estar daquele jeito, e seu mau humor vai ficando pior ainda (: É nessa hora que você pensa "eu não devia nem ter acordado hoje²".
Mas agora a merda já ta feita, e você sabe que seu dia só tende a piorar. Você conta as horas pra que seu sono chegue logo e você possa tentar dormir sem ninguém te enxendo o saco, sempre com a esperança de que o amanhã seja melhor.
Só que também SEMPRE tem alguém que não entende os avisos de "não fale comigo" e vem perguntar o que aconteceu, vem oferecer ajuda, vem dizer que você não pode ser assim. Caralho, e você com isso? O dia já ta ruim quer piorar? Entenda. Se você é amigo de alguém que está num dia ruim e de mau humor, não tente melhorar ou entender essa situação, porque você não vai conseguir, muito pelo contrário. Então vá procurar outra pessoa pra conversar e deixa que o mau humorado curta seu momento de estresse sozinho, isso algum dia VAI melhorar, e essa pessoa não precisa da sua ajuda, acredite. Uma vez de mau humor,ninguém pode mudar isso (exceto a frescuras).
Depois que você não aguenta mais as coisas ruins e não aguenta mais ter que SE aguentar, no final do dia sempre acontece algum fato pra fechar com chave de ouro seu mau humor. É pra foder mesmo! Acostume-se, quando você pensa que está ruim, piora. Aí você pensa "queria excluir esse dia da minha vida³", but...
Vá dormir! Chore, berre, escreva...
Amanhã pode ser um bom dia e você pode voltar ao normal, ou não...
Se você é uma pessoa que está constantemente de mau humor, se mate (:

quarta-feira, 14 de julho de 2010

eu gosto do silêncio

Agora entendo quão boa é a sensação que o silêncio pode me causar
Se estou contigo, calo-te num beijo só para poder te sentir melhor
Palavras me tiram a atenção que preciso para te observar
em detalhes, decorar seu gosto e suas formas em cada pormenor
   
Não há necessidade de que fales nada quando me conforto com seu olhar
Gosto do silêncio que me diz o que está mais profundo em ti.
Que me vale preciosidades pois é quando ouço o seu leve respirar
Que me mostra sem sua permissão tudo que você queira omitir

Ah, que me falte a palavra mas nunca me faltem os outros sentidos
Não preciso de declarações de amor quando posso sentí-lo nas batidas do seu coração
Não há diálogo que se faça preciso quando me contento em estar contigo
Ouvir qualquer coisa é pouco perto de sentir você aqui comigo

terça-feira, 13 de julho de 2010

hoje é só mais um dia

hoje é só mais um dia do resto das nossas vidas

é o último na incerteza que o amanhã vai chegar
é o primeiro na certeza de que todo dia dá pra recomeçar
a alguns dias damos valor, a outros não
depois pregamos viver cada dia como se fosse o último
na certeza de que um dia, esses dias acabarão
se queremos viver intensamente, vivemos e muito

queremos que os dias tediosos sejam apagados
queremos que os dias bons sejam eternizados
por mais que planejemos cada dia nosso
o destino tem a missão de mudar as previsões
se um dia quis um dia perfeito, não posso
enquanto não tiver controle sobre todas as situações

não mando em mim nem nos dias da minha vida
não escolhi essa vida pra ser vivida
ousadia é pensar que posso prever meu dia
quando não sei se estarei vivo daqui a um segundo
mesmo se pudesse, não sei se o faria
o imprevisível de um dia é a graça que move meu mundo

hoje é só mais um dia diferente do ontem e do amanhã

what is love

Eu sempre fui a razão em pessoa. Mas agora há outra pessoa fazendo a emoção tomar conta de mim. Eu até hoje não sei por que dei tantas chances mesmo sem ainda sentir nada. Talvez eu acredite mesmo em destino. Talvez fosse o destino querendo que eu não desistisse de tentar, sofresse um pouco pra ficar preparada pro amor.
E eu fui contra todas minhas regras. Deixei alguém “dominar” meu coração. Agora, pela primeira vez na vida, é só por ele que eu faço declarações de amor, agora eu revelo a inspiração de todas as minhas músicas e textos apaixonados. Só por quem eu tive a coragem de dizer “sem você não vivo mais” quando há pouco tempo achava isso impossível. Talvez meu lado racional tenha se dissipado com a chegada do amor. Mas o amor é assim mesmo, não é nada singelo, é avassalador. O amor não teria graça se fosse uma relação perfeita.
A gente briga, mas cada lágrima derramada vale a pena sabendo que eu tenho ele comigo. Meu coração aperta, fico em prantos só de sentir o medo de perdê-lo. E quando esse medo vem por minha culpa, ah... machuca mais ainda. Não ligo de me magoar um pouco por coisas que são próprias dele. Amo ele acima de todos os defeitos dele. Também não teria graça amar só as qualidades, penso que aí também não seria amor.
Mas a gente ta aí pra crescermos juntos. Um melhorar o outro no que for preciso, e isso são coisas que só o tempo irá mostrar. Nós não somos opostos, e sim nos completamos, é.
Tudo tem se encaixado perfeitamente no lugar desde que descobri como é bom amar alguém. Agora não há mais aquele vazio, aquela falta de esperança que eu sentia no final de filmes de amor. O que antes me parecia bobo, agora faz todo sentido. A saudade mesmo depois de um minuto sem se ver. O ciúmes por coisas que já aconteceram mas que mesmo assim é ruim relembrar. Isso porque agora eu quero ser única pra ele, assim como ele já é pra mim. As músicas... “às vezes se eu me distraio, se eu não me vigio um instante, me transporto pra perto de você...”. Pois é assim. Quando você menos percebe está pensando nele. E quando vai dormir, fica imaginando ele do seu lado. Quando fecha o olho, a única coisa que consegue ver são os olhos dele. Comigo é assim. Pra mim agora não tem visão que mais me encanta quanto a dele olhando nos meus olhos. Bem perto de mim. Não tem sensação melhor e que mais me emocione do que estar abraçada com ele, em silêncio, só sentindo o coração dele bater bem perto de mim.
Não tem frase melhor de se ouvir como um “eu te amo”. O coração bate mais forte e a respiração acelera. As lembranças de quando você está com ele vêm toda hora na sua cabeça, isso se torna automático. E quando está com ele, a hora passa tão rápido... e você não quer que acabe nunca.
Agora sua diversão é imaginar o seu futuro com ele. Pois se o futuro que eu imaginava antes era seguir uma profissão, morar sozinha e investir no meu maior sonho, agora as coisas mudaram um pouco. É mais divertido pensar em que nome a gente vai dar aos nossos dois filhos. Penso na decoração do nosso apartamento. E mais pra frente quando finalmente fôssemos ter filhos era melhor uma casa pras crianças poderem brincar no quintal. E pensando em que hora vou ter livre do trabalho pra ficar com ele. Pensar que quero chegar em casa, ver ele no sofá, colocar uma roupa confortável e sentar abraçada com ele bem no cantinho. Com o meu pé com meia roçando na perna dele. E mandando ele fazer a barba apesar de não ligar pra barba fazendo cosquinha no meu rosto. Quero acordar de madrugada, abraçar ele, dar um beijo de leve pra não acordá-lo e voltar a dormir. Quero acordar de manhã antes dele e ficar só fazendo carinho até ele acordar.
São coisas que enjoariam qualquer pessoa que não conheça o amor. Mas me emocionam pelo tanto que me fariam feliz. E não é empolgação de começo de namoro. O que mais quero é que tudo isso dure até ficarmos velhinhos. Passearemos de mãos dadas e com bengalas do lado. Eu sempre lembrarei de dizer “eu te amo” todos os dias pra ele. Ah, é só por ele que não canso de dizer isso. Não canso de escrever sobre esse sentimento. Quero mesmo é que todos saibam o quanto amo ele e que nao é só uma paixão. Meu primeiro e último amor.
Ele é o melhor namorado do mundo por me fazer feliz, por me fazer chorar.
Quero cuidar de você porque te quero inteirinho Amauri, meu biscoito de polvilho. Te amo

domingo, 11 de julho de 2010

canção do amor

Quem me dera pudesse a harmonia do amor ser traduzida em beijos
Te envolveria em meus braços e faltaria-te o ar
Cantaria notas de paixão como quem o faz com solfejos
As partituras de seus lábios é o que eu iria decorar

Me conduziria pelo ritmo que segue a batida do seu coração
Sem pausas ou intervalos, construiríamos compassos infinitos
Onde a falta de cadência não cansa, seria única nossa canção
Só nós entenderíamos sua língua e a complexidade de seus solos magníficos

As progressões mais harmônicas que nem gênios poderiam inventar
Na sua boca eu faria o amor cantar

terça-feira, 6 de julho de 2010

vazio

quando as alegrias parecem não ser suficientes
quando também não há motivo concreto pra chorar
mas estou lidando com o vazio insistente
que guarda segredo sobre o que está fora do lugar

não sei o que é
mas está faltando algo
está me deixando fraco

estou com a sensação
de que algo importante falta
não há decisão
quando o desconhecido me mata
me provoca
me faz incompleta
que carência é essa?
que não sei identificar

minhas lágrimas, meus sorrisos, se tornaram um só
agora juntos estampam uma cara sem expressão
de alguém que deixou esse vazio indefinido ser maior
do que toda força que havia em meu coração

deixa, deixa o que eu não conheço tomar conta de mim
se não conheço, não posso mudar
nem posso fugir

domingo, 4 de julho de 2010

desabafo

palavras e verdades engulidas que me causam mal estar
tudo pra não ter que culpar alguém
mas no fim você sempre acaba a se culpar
ALIÁS, na maioria das vezes, nem consegue se segurar
não sei mais dizer se as lágrimas acompanham a sinceridade
há momentos em que eu não sei de nada, muito menos a verdade
momentos em que seria mais fácil sumir
mas seria fácil demais, e perderia toda a graça
perderia todo o sentido de existir
onde não há alegria que me faça
ser feliz pra sempre

*porque escrever é melhor do que chorar
mesmo que isso não faça sentido pras pessoas, nem pra você
ninguém disse que tem que fazer sentido

domingo, 27 de junho de 2010

que seja eterno enquanto dure

Cada vez me encanto mais com cada detalhe seu. Sua face, seus olhos brilham com a luz do sol. Vejo de longe, mas tamanha é a perfeição que sou automaticamente trazida cada vez mais pra perto. Não sei dizer se é ou não tudo o que sempre sonhei. Num momento onde prefiro viver a realidade do que me basear em fantasias, ou num momento em que a realidade se compara à fantasia de ser feliz pra sempre.
Meu corpo em contato com o seu é a certeza de que já somos um só. Sentir seus lábios, ou seu abraço. É o que me faz ter certeza de que se eu estiver contigo, estarei segura. E quando estamos longe, espero cada longo minuto, conto cada segundo para que a angústia de estar longe de você cesse logo.
É arriscado, é errado, é perigoso. Pois se é tudo de bom, ou tudo de ruim, já não me importa mais. É o que eu quero sentir pra sempre. Tudo o que nunca quis demonstrar. Por muitas vezes achei tolos o que juraram amor eterno. Por um momento ainda acho bobeira. Quem há de saber o quanto pode durar? Se nem o tempo é exato, porque algo abstrato seria?
Mas agora não me importo com o tempo. E sim com a intensidade com que viverei cada dia ao seu lado. Cada dia em que permanecerei em cada batida do seu coração, e você em cada pensamento meu. Pois que se faça realidade do maior clichê "que seja eterno enquanto dure". Que cada palavra seja verdadeira a ponto de nos fazer sorrir, ou fazer chorar. Pois só atos sinceros nos fazem expressar nossas mais profundas emoções.
Se eu estarei aqui daqui a uma semana, não sabemos. A única coisa que sei é que tem valido a pena. Se você está vivo ao mesmo tempo em que escrevo pensando em você, também não sei.  Só que assim como cada vez que tenho a carência de notícias suas, me sinto incompleta, cada gesto seu por menor que seja, cada gesto que nos une um pouco mais, pra mim faz tanta diferença que penso que não seria feliz se tal ato não tivesse acontecido.
Confesso que tenho medo do que o tempo pode nos trazer. Tenho medo do passado e do futuro. Cada lembrança que desgasta, cada previsão que atormenta. Ultimamente tenho perdido as forças só de pensar que algum dia pode ter outra pessoa em meu lugar, com você. Alguém que te faça sentir melhor, que tenha mais forças pra se agarrar ao seu coração do que eu tenho. Então começo a sentir as lágrimas rolarem.
Nunca pensei que me sentiria tão frágil. Nunca pensei que sentiria tanto medo. Mas também nunca tive tanta certeza do que quis. Não há duvidas de que é o que eu sonho pro futuro, por isso é natural o medo que sinto de te perder, de qualquer forma. É o suficiente para molhar meus olhos.
Porém toda vez que me deparo com alguma incerteza sobre o futuro, procuro me apoiar nas certezas do presente. De quando te sinto perto de mim, dentro de mim. Você estando fisicamente perto ou longe. Me apoio nas certezas que me dá de que sente o mesmo.
Pois o meu brilho no olhar é o que quero que fique marcado pro resto da vida, é o que eu quero que cubra todo meu sofrimento. Quero pelo menos lembrar de que fui tão feliz a ponto de ter medo de estar sonhando.
E no fim vou secando minhas lágrimas e colocando um sorriso no lugar. É com você que eu quero estar.

quinta-feira, 24 de junho de 2010

pare de pensar

Incrível como algumas coisas doem demais.
Pode passar o tempo que for, quanto mais tempo passa, mais dói saber.
Dores que quem nunca passou não tem noção de como é. É muito mais do que uma raiva, é muito mais do que tristeza. É simplesmente a dor da confiança se esvaindo, de incertezas chegando. Incertezas trazem a certeza na nossa cabeça de que pode acontecer de novo. Não importa o presente, não importa o futuro. Importa o que aconteceu.
Não é tão importante o que pode acontecer, e sim o que aconteceu.
Coisas que você não esperaria, ou pelo menos se recusava a acreditar que poderiam acontecer.
Dói lá no fundo. Onde você achava que nem existia vida no seu coração. Dói porque existe sentimento lá. É aí que você tem a certeza que esse sentimento existe. E começa a sufocar...
E por mais que você perdoe, não dá pra esquecer de uma hora pra outra. A lembrança sempre vem e você pensa como pode ter acontecido.
E não é raiva que dá vontade de gritar. É algo que dá vontade de chorar, e sempre há uma voz dentro da sua cabeça que diz "não pode ser, não posso acreditar nisso". Mas você sabe que se trata apenas da verdade e sua única missão agora é aceitá-la.
Não é um sentimento que você pode guardar numa gaveta, e esquecer ele lá até desaparecer. Simplesmente nunca irá desaparecer. Por alguns momentos dói mais, por outros você acredita só "que passou". Só que por mais que você queira, isso vai te acompanhar e sempre volta pra te assombrar. Pra deixar seu coração apertado de novo, e quem sabe chorar mais um pouco. E cada lágrima... você lamenta uma a uma. Pensa em possibilidades pra amortecer o choque, mas elas não vêm. É como o escuro. Por mais que existam lanternas, luzes, o escuro está sempre ali pra te assombrar. Se um dia uma luz dessas falhar, ele vai te trazer medo de novo. Só de pensar que você está no escuro o medo toma conta. É o escuro num planeta onde não há luz do sol.
Uma coisa é a incerteza, insegurança. Outra coisa é ter a certeza do que aconteceu.
Se foi uma vez, não da mais pra mudar. Coisas que você nunca irá aceitar completamente.
Não basta querer esquecer, sempre irá doer.
Pare de pensar. Não é bom o sentimento desgastar.
Talvez isso só seja o destino te pregando peças pra você ter consciência do tamanho do seu sentimento. Mas isso não é cruel demais? Não haveria outras formas de se provar um sentimento?
Alguns atos fogem os limites do bom/ruim. E acontecem.
Vou parar de pensar, vou dormir. Na esperança de acordar amanhã e ver que tudo não passa de só mais um pesadelo!

quinta-feira, 3 de junho de 2010

o tempo parou

Num instante todos os barulhos cessaram
Parecia que o vento já não fazia as árvores balançarem
Como se o momento tivesse parado, parado no tempo
O tempo em que se ouvia o último batimento
Repousando sobre o seu coração

Foi a primeira vez que soltou minha mão
Já não sabia a diferença entre sonho e realidade
Foi ontem que dissemos que seria pra eternidade
O nosso pra sempre se acabou em lágrimas
E o tempo parou como mágica

Eu fiquei ocupando um lugar por aqui
Mas quando você se foi, levou meus sonhos contigo
Desde quando você e meus sonhos era tudo que eu tinha
Nada restou de mim entre os que diziam
Que a vida continuava... eles mentiam

E lá estavamos, seu corpo e minha alma
Não sabia o que havia a minha volta, só que você estava lá
Mas por algum motivo não podíamos mais sair do lugar
Agora ignorávamos qualquer conceito de pra sempre
Se o tempo parou, parou e levou a gente

Ah, seu sangue sobre mim ainda permanece
A ferida que em você não dói mais em mim só cresce
Você não pode mais voltar e me fazer companhia
Melhor te presencear em alma do que ficar sozinha
O tempo parou naquele disparo

quarta-feira, 19 de maio de 2010

tentar tem limite, ...

...às vezes!
Eu estava numa longa discussão comigo mesma, sobre até que ponto "tentar" alguma coisa é saudável. Realmente é bem relativo, mas eu cheguei a algumas conclusões.

Pra mim tentar não limite quando o que você quer depende só de você. Por exemplo se você ta aprendendo a tocar violão, e quer tocar alguma música e não consegue. Se você tentar sempre, treinar, você com certeza um dia vai conseguir tocar essa música *-* Sabe, só depende da sua dedicação e força de vontade! Certas coisas não serão conseguidas se você não tentar, tanto quanto são conseguidas à medida em que você tenta.

Mas existem certos casos em que tentar demais é frustrante, decepcionante, é triste ;/ É realmente mais dificil ter ânimo pra tentar quando não depende só de você. Um exemplo clichê é da menina que tá afim de um menino. Todos dizem "conquiste ele". Só que imagine, essa menina ao longos dos tempos, tem tentado conquistar o coração dele, e se apaixonou. Digamos que ela não conseguiu agora, ele quer só amizade. Então ela daqui a um ano tenta de novo, continua apaixonado por ele. E não consegue. Sendo que o que mais deixaria ela fez seria ficar com ele, ele apaixonado por ela do mesmo jeito que ela diz amar ele. Só que se ele não demonstrou nenhum interesse por todo esse tempo por ela, é difícil que ela consiga ser feliz com ele. Muito raramente o menino ta interessado também mas esconde por vergonha.
Se essa menina continuar tentando, tentando, isso só vai faze-la perder tempo e sofrer ;/ Não tem como! É como uma rejeição atrás da outra, e nesse tempo ela nem sequer pensou em ficar com outros caras.

Também pode acontecer quando um amigo se afasta de você! Nada te impede de tentar ver o que está acontecendo, conversar com ele, puxar papo. Mas se ele não te dá mais atenção, não corresponde às suas expectativas, é hora de entender que se continuar sendo ignorado por alguém que antes te dava extrema atenção, isso pode te machucar ainda mais.

Sabe, não vale realmente a pena continuar tentando algo que na maioria das vezes você não vai alcançar ;/ sempre dá pra ouvir aquele ditado e "tentar outra vez", mas aí cabe a nós mesmos sabermos se é melhor ou não pra gente! Por isso penso que se depende só da gente, é bem mais facil tentar e não conseguir. Ficar mal, tentar de novo, and again and again... e conseguir \o/
Só que quando o que a gente quer depende de outras pessoas, aí complica ;/ Por isso acho que chega uma hora que a gente tem que pensar que basta, e aí só nos resta viver nossa vida, achar outras soluções pro que queremos, e quem sabe talvez, muuito talvez, o nosso desejo não acabe se realizando pela vontade dos outros, sem precisarmos tentar de novo. Sem precisar ficar pensando se está fazendo certo ou errado, pensar no que fazer pra conseguir, ou pensar que você sempre acaba se machucando. É bom pensar na nossa felicidade às vezes. Pode não conseguir o que quer pela insistência, mas vai pensar pelo menos "EU TENTEI". Nem sempre é um "eu tentei de tudo", mas sim um "eu tentei de quase todas as maneiras possíveis". É consciência limpa!
É isso. Enrolei um pouco mas acho que consegui dizer o que penso \o/

sábado, 8 de maio de 2010

amor x amores

VIC EU TE AMO
tive que começar o post assim porque simplesmente essa minina loca emo me fez ser feliz HSUHAHAUSUHAHS
basicamente, mudei todos meus conceitos. eu acordei, abri o olho sabe.
eu tenho sido extremamente bipolar esses tempos. tenho ficado mt mt mt triste. e sem motivo. e depois ficava feliz de novo. e assim sucessivamente.
"em vez de pensar em não sofrer, pense em ser feliz" ah cara vic vc é mt inteligente meu AUSHASHU ;/
fico mal porque todo mundo sabe que amores de filme só acontece em filme. eu também já sabia disso. ou pelo menos achava que sabia G-G
o problema é que eu criei uma real obsessão na minha mente do que seria "amor". pra mim eu não poderia dizer eu te amo pra alguém sem que se enquadrasse em uma dessas condições:
  • amor é pra sempre
  • amor é só uma vez na vida
  • amor é acima de tudo
  • amor deixa a gente feliz ever
relacionado é claro com amor de namorado. não amor de amigo, isso não vem ao caso.
enfim... eu tenho me matado internamente pensando nesses conceitos sobre AMOR.
agora... o que tem me ajudado isso ? pensar em alma gêmeas, amor pra toda vida. não faz sentido. história de amor arrebatadores em que um se entrega completamente ao outro e tudo dá certo no final, coisas assim só acontecem em filmes. qual é a minha?
acabo de descobrir que não tem problema em ter vários amores durante a vida, em dizer eu te amo mesmo sem AMAR AMAR AMAR. afinal ninguém sabe o que é amar a maioria das pessoas nem sabe o que é amar
se eu quebrar a cara no final... o que que tem? pelo menos fui feliz durante um tempo pensando amar alguém. e não ficar o tempo inteiro se perguntando se é ou não verdadeiro, se é ou não o tal "amor".
algo como "seja eterno enquanto dure". isso mesmo. cansei de viver em busca de algo que nem tenho certeza se existe mesmo, algo que só acontece nas telas de cinema e afins. vou ser feliz\o/


VAMOS DIZER EU TE AMO SEM MEDO \o/

terça-feira, 4 de maio de 2010

teoria sobre pessoas e borboletas

oi. to aqui com a internet mais lerda que seiláoque esperando carregar um video *-* resolvi postar alguma coisa no blog, agora que dei um tempo de votações e ensaios \o UASHSHUAHS e provas, e etc... la vou eu again

Eu não tenho muitas teorias, mas hoje surgiu uma nova teoria na minha cabeça.
eu tava indo pra escola calmamente, pensando na vida, rua vazia pq ainda era muito cedo, fone de ouvido curtindo umas músicas legais *-* ai eu assustei com um bicho vindo na minha direção. Logo me acalmei porque vi que era borboleta linda e colorida *-* engraçado porque nunca, nem indo a sítios, lugares que são campos ou algo assim, nunca tinha visto uma borboleta se aproximar tanto assim de mim *-*
mega esperta, eu... já associei esse fato da pequena butterfly ter se aproximado comigo com as pessoas, com a minha vida e com uma música.
Primeiro vou falar da música. é do All Time Low - Remembering Sunday ! eu viciei de uma forma surreal nessa música ultimamente. Ah cara, quando lembrei da tradução dessa parte da música (foi instantâneo), quase sentei na rua e comecei a chorar :O

Mesmo que ela não acredite no amor
Ele está determinado a chamá-la de blefista
Quem poderia negar estas borboletas?
Elas estão preenchendo seu interior
pensa numa música que eu me identifiquei demais ): esse trecho aí me descrevia ! Algo como... (vou resumir a parte que as borboletas tem a ver com a minha vida porque não curto essa de falar da minha vida aqui)...enfim, algo como se eu estivesse negando um sentimento e agora que eu resolvi aceitá-lo as borboletas estão em mim. Tá, não sei se expliquei bem mas se vc não entendeu será melhor pra mim UAHSAUSUAH.

Vamos à parte em que relacionei borboletas à pessoas.
pensei em mariposas também! vou resumir: pessoas boas são as borboletas e pessoas más são mariposas.
você deve estar se perguntando "e as pessoas que estão em transição, ou as que não sabemos se são boas ou ruins ainda?" É simples. elas estão no casulo ainda, não sabemos se virarão borboletas ou mariposas UHSAASUHASSAU Ok, essa parte foi ridícula, eu sei .-.
mas é isso ae. eu já esqueci tudo que tinha pensado pra por aqui.
era algo como... devemos temer as mariposas e aceitar as borboletas *-*
ah cara, só cabe à nós sabermos identificar bem a diferença entre as duas ... coisas assim *-*
acho que é só isso ;/
eu brisando aqui de novo
amo voces gente

sábado, 24 de abril de 2010

bipolar

Hoje deu vontade de escrever alguma coisa, mas to sem inspiração
mas tava com vontade de escrever
então escreverei, não importa o que sair aqui
e se vc é do tipo 'ah, ela vai falar sobre a vida dela no blog ¬¬ podre, não vou ler'.
FODA-SE
eu quero escrever, quero falar, e se não tiver outra coisa pra falar a não ser a minha vida, e eu quiser falar sobre ela, eu vou falar e não me importa o que você vai pensar (: falei mesmo
IUSAHHSAUISAHUISAIHSHUISA
é porque eu acordei bem, mas agora to meio sem paciencia pra tudo mesmo (:
é que eu sou bipolar :O

enfim, axo que já acabou minha vontade de escrever agora :D
só fico mal como posso mudar de humor e de opinião sobre as pessoas/coisas tão rápido ): pra quem pensa que é legal dizer que é bipolar ou ser bipolar, não é bem assim. eu magoo mts pessoas e chego a nem conversar com gente que poderia ser melhor amigo simplesmente porque "fico" mal ¬¬
isso é terrivel. me disseram que preciso de um psicólogo, mas ja vi casos mais graves que o meu. eu nunca matei ninguém SAUHASAUHSAU

meu, desculpa gente se num desses meus momentos mau humor repentino eu mando todo mundo pra puta que pariu e nem converso com ninguém. Realmente nenhum de vocês é obrigado  a me suportar com essas crises idiotas, mas enfim ...
Se vc não me conhece, quem sabe me encontre num dia legal e a gente se entenda *-* senão, eu vou te odiar. aliás eu odeio todo mundo que eu não conheço praticamente uhauHUHhashashuHUSH
não é como "falar mal sem conhecer" eu simplesmente não tenho o que falar bem, eu não vou com a cara da pessoa e não puxo assunto. eu não sou mt de ficar arrumando amigo por onde eu passo, sou na minha. Só isso.

não sou um ser sociável, nem uma pessoa legal, não sou alguém que vai passar a mão na sua cabeça quando não concordar com a sua opinião. É isso (:
Desabafei, to me sentindo bem *-*

domingo, 18 de abril de 2010

encontre sua felicidade

COCA-COLA


mentira (:
Sim, eu ja fui viciada em coca. ai enjoei :X UHASHAUSHUA Mas se coca cola é sua felicidae, tome mt coca, engorde, tenha celulite e seja feeeeliiiiiz :D
sabe, pensei no que escrever nesse post mas já esqueci tudo ;O
só lembro algumas idéias aleatórias e ia mostrar de exemplo o quanto eu amo música *-*
Acho que a idéia do post começou quando num dia que eu estava mor de bom humor minha mãe falou "-vc tocou guitarra hoje?" ai eu: "aham, porque?" e ela:"porque quando vc toca você fica feliz :D"
ah cara, morri quando ouvi aquilo. Entende quando as idéias na sua mente clareiam e você sente que achou a resposta pra tudo na sua vida? USAHAHUHSAUHSA ok, exagerei, mas foi quase isso *-*

É lindo demais descobrir o que te faz feliz. O que te tira da deprê quando leva um fora, quando algum amigo seu ta triste, quando vai mal numa prova, quando ta entediado. Pra alguns um chocolate faz milagres. Pra outros, beijar, namorar, amar alguém e ter essa pessoa sempre do lado é a solução. Pra mim a música é a solução. Quando estou triste eu vou componho uma música e fico feliz de novo :D se eu começo a pensar em coisas ruins antes de dormir, coloco o fone de ouvido e imagino minha banda fazendo mt sucesso que nem a que estou ouvindo e vou dormir contente *----------*


aquele negócio de trabalhar no que a gente gosta  não é trabalho também define perfeitamente isso de encontrar sua felicidade. Porque quando vc ta fazendo alguma coisa que curte, supera os "ossos do ofício" sem problemas. Se empenha, é persistente e sempre consegue o que quer *-* é lindo demais. o que me faz pensar que passar uma vida inteira trabalhando com coisas que eu não gosto do tipo "eu vou ensinar história do brasil pra crianças barulhentas" seria extremamente broxante.

Poxa,será que da pra entender agora quando digo que não gosto de nenhuma das matérias da escola? Quando fico o dia inteiro tocando alto e irritando a vizinha? Quando componho 6 músicas pra uma pessoa só? Quando vou viajar, levo o Jonas e escrevo 7 músicas sobre assuntos diferentes numa madrugada só .-.
cara, eu não preciso de mais nada além da liberdade da música pra ser feliz UHSAAUSHAUS
Então se você anda triste demais, ou não completamente feliz, comece a pensar nas coisas que mais te deixam feliz, sempre !
Se vc é feliz não sendo feliz, então não precisa disso UHAAHUASHHSA

Isso ae, éo canal encontrar sua felicidade *-* procure bem!